Blog

Maio Amarelo: Conscientização no trânsito

Maio Amarelo: Conscientização no trânsito

Maio Amarelo: Conscientização no trânsito

Maio Amarelo nasce para alertar e mobilizar a sociedade para a redução do grande número de acidentes de trânsito. Com o laço amarelo como símbolo, o movimento leva conscientização por meio da informação.
Ano passado, todos os continentes participaram do Maio Amarelo. No Brasil, mais de 300 cidades realizaram cerca de 1000 atividades de alerta em prol da vida.

Importância da campanha

Muitos acidentes de trânsito poderiam ser evitados se houvesse uma conscientização maior sobre as consequências, que podem ser fatais. Abaixo você confere alguns dados estatísticos alarmantes sobre acidentes no trânsito e condições das rodovias referente ao estado de São Paulo.

Acidentes_SP

Para conferir dos demais estados, clique aqui.

Maio Amarelo: as 10 principais dicas do movimento

  • Todos os ocupantes do veículo, adultos e crianças, devem usar o cinto de segurança inclusive no banco traseiro.
  • Criançasde até 7 anos e meio nos carros devem usar os equipamentos de proteção adequados a idade (bebê conforto, cadeirinhas ou assento de elevação).
  • Pedestredeve sempre ser respeitado. Lembre-se: você também é pedestre.
  • Dirigir embriagado reduz em até 25% o tempo de reação, aumentando o risco de acidentes. Se beber, vá de ônibus, taxi ou carona.
  • Bicicletatambém é veículo, portanto deve respeitar a sinalização de trânsito. Motorista, mantenha uma distância segura de 1,5m ao ultrapassar ciclistas.
  • Respeite os limites de velocidade.Reduza a velocidade em frente a escolas ou lugares de grande concentração de pedestres.
  • Motociclista, use sempre os equipamentos de proteção: capacete, luvas, botas e jaqueta.
  • Respeite as vagas reservadas para idosos e deficientes. A gentileza melhora a convivência no trânsito.
  • Não use o celular enquanto dirige. A distração é um dos principais fatores de risco para quem está ao volante.
  • Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto dirigir alcoolizado. Pare e descanse antes de pegar a estrada.

Confira mais algumas dicas que preparamos exclusivamente para você.

Ultrapassagem na estrada

  • Respeite a sinalização de solo.
  • Mantenha uma boa distância do veículo a ser ultrapassado. Além de ter uma visibilidade mais ampla do fluxo contrário, será possível realizar a retomada de velocidade em sua própria faixa, tornando mais rápida sua estada na contramão.
  • Sinalize com antecedência sua intenção de realizar e finalizar a manobra. Lembre-se que a seta serve para avisar o que você pretende fazer, não o que já está fazendo.

Álcool e direção. Por que essa mistura é tão perigosa?

A ação do álcool no cérebro e no sistema nervoso central reduz a capacidade mental e física e compromete a realização de tarefas mais complexas como, por exemplo, conduzir um veículo. Basta um pouco da substância no sangue para retardar os reflexos, diminuir a percepção e minimizar a consciência do perigo.

Portanto, antes de dirigir, não beba. Se isso for absolutamente inevitável, dê o volante a uma pessoa habilitada e que não tenha bebido, ou ligue para um parente, um amigo, ou, ainda, pegue transporte público ou particular.

Lembre-se da regra: “Se beber, não dirija. Se vai dirigir, não beba”.

Celular e direção

Falar ao celular conduzindo o veículo é proibido. Isso porque ao segurá-lo com uma das mãos você desvia a atenção do trânsito. Além disso, ao estar com apenas uma das mãos no volante você é prejudicado para realizar uma eventual manobra de emergência.

Utilizar fones de ouvidos de modo a manter as duas mãos no volante, também é proibido, pelo fato de também desviar a atenção, além de causar um isolamento acústico para o condutor. E o viva-voz?  Apesar de não ser proibido, oferece perigo pela distração causada pela conversação.

Portanto, se for falar ao celular, a melhor opção é estacionar o veículo em local seguro e permitido. E se vai dirigir, esqueça o celular. Não superestime sua capacidade de análise de cenários e de realizar tarefas complexas simultaneamente. Uma falha pode ser fatal.

Ao ligar para o celular de alguém, habitue-se a perguntar se a pessoa está dirigindo. Em caso afirmativo, não insista na conversa.

Na chuva, mas com segurança

Nos dias de chuva, os riscos de acidente aumentam. Alguns cuidados tomados pelo condutor podem garantir uma viagem mais segura:

  • Reduza a velocidade.
  • Redobre a atenção e aumente a distância em relação ao veículo da frente.
  • Atenção especial nos primeiros minutos da chuva. A pista normalmente apresenta resíduos, como óleo, graxa ou areia, que podem provocar a derrapagem do veículo.
  • Trafegue sempre com os pneus em boas condições e siga os limites de velocidade para evitar a aquaplanagem (perda do contato dos pneus com solo por causa das poças de água acumuladas na pista).

Moto: o perigo mora ao lado e sobre ela

De todos os acidentes de trânsito que acontecem no Brasil, cerca de 42% ocorrem com os motociclistas. Por isso todo cuidado é pouco não só para o quem conduz a moto, mas para todos os motoristas. Afinal não basta apenas evitar acidentes, é preciso conviver pacificamente. Veja algumas dicas e cuide da sua segurança:

  • É preciso ser habilitado na categoria A para dirigir motos.
  • Pilote sempre com o capacete de segurança e a viseira ou óculos protetores. Além de serem equipamentos obrigatórios, eles protegem a região craniana e maxilar do condutor e da garupa, em caso de acidente.
  • Observe o prazo da validade do capacete e se tem selo do INMETRO.
  • Segure o guidom com ambas as mãos, salvo para eventuais indicações de segurança, que devem ser feitas com muita cautela.
  • Não “costure” no trânsito, principalmente entre veículos em movimento.
  • Use os freios com habilidade, ou seja, sempre os dois ao mesmo tempo, usando os quatro dedos na hora da frenagem. Além de ajudar a parar, o freio traseiro mantém o equilíbrio da moto.
  • Ocupe adequadamente seu espaço nas ruas e nunca divida a mesma faixa com outros veículos.
  • Cuidado com os cruzamentos: sempre pare e olhe antes de passar. Atenção aos motoristas à sua volta.
  • Use roupas claras e que tenham proteção.
  • Ao transportar passageiro, ele deve manter-se agarrado à sua cintura e usando capacete.
  • É proibido transportar criança até 7 anos de idade.
  • Nunca transporte mais de um passageiro.
  • Transite sempre com farol aceso, mesmo de dia.
  • Estacione sempre em posição perpendicular à guia da calçada (meio fio) e junto a ela, salvo sinalização que determine outra condição.
  • Além disso: sempre obedeça às regras válidas para os demais motoristas como parar antes da faixa de segurança, não exceder a velocidade, manter distância dos demais veículos, respeitar a sinalização e nunca dirigir com sono, cansado ou sob efeito de bebidas alcoólicas.

Para saber mais sobre a campanha Maio Amarelo, acesse o site.

Quer cotar seguro do seu automóvel com a gente, clique aqui.

Fontes
www.cnt.org.br (Confederação Nacional do Transporte)
www.ampconsultoria.com.br
www.maioamarelo.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *