Blog

Maio Amarelo – Dicas Úteis

Maio Amarelo – Dicas Úteis

Maio Amarelo

Conscientização em prol da redução de acidentes de trânsito

Depois do Outubro Rosa e do Novembro Azul, chegou a vez do Maio Amarelo. A proposta do movimento é chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no transito em todo o mundo.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização das campanhas citadas acima. A ideia central é mostrar a necessidade de tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável, tendo como premissa a preservação da sua própria vida e a dos demais cidadãos.

Os números assustadores do trânsito

Segundo estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2009, cerca de 1,3 milhão de mortes por acidente de trânsito em 178 países. Aproximadamente 50 milhões de pessoas sobreviveram com sequelas.

São três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas ou a nona maior causa de mortes no mundo. Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Atualmente, esses acidentes já representam um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas devem morrer no trânsito em 2020, passando para a quinta maior causa de mortalidade.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito.

 A solução

De acordo com o Relatório Global de Segurança no Trânsito 2013, publicado pela OMS recentemente, 88 países membros conseguiram reduzir o número de vítimas fatais. Por outro lado, esse número cresceu em 87 países.

A chave para a redução da mortalidade, segundo o relatório, é garantir que os estados-membros adotem leis que cubram os cinco principais fatores de risco: dirigir sob o efeito de álcool, o excesso de velocidade, não uso do capacete, do cinto de segurança e das cadeirinhas. Apenas 28 países, que abrigam 7% da população mundial, possuem leis abrangentes nesses cinco fatores.

O que cada um pode fazer?

A intenção da ação é incentivar a todos a continuar trabalhando por um trânsito mais seguro todos os dias do ano e provar que com boas intenções somadas a um conjunto de ações é possível reverter cenários negativos.

Abaixo você confere as 10 principais dicas de segurança do Maio Amarelo:

– Todos os ocupantes do veículo, adultos e crianças, devem usar o cinto de segurança inclusive no banco traseiro.

Crianças de até 7 anos e meio nos carros devem usar os equipamentos de proteção adequados a idade (bebê conforto, cadeirinhas ou assento de elevação).

Pedestre deve sempre ser respeitado. Lembre-se: você também é pedestre.

– Dirigir embriagado reduz em até 25% o tempo de reação, aumentando o risco de acidentes. Se beber, vá de ônibus, taxi ou carona.

Bicicleta também é veículo, portanto deve respeitar a sinalização de trânsito. Motorista, mantenha uma distância segura de 1,5m ao ultrapassar ciclistas.

Respeite os limites de velocidade. Reduza a velocidade em frente a escolas ou lugares de grande concentração de pedestres.

Motociclista, use sempre os equipamentos de proteção: capacete, luvas, botas e jaqueta.

Respeite as vagas reservadas para idosos e deficientes. A gentileza melhora a convivência no trânsito.

Não use o celular enquanto dirige. A distração é um dos principais fatores de risco para quem está ao volante.

– Dirigir cansado ou com sono é tão perigoso quanto dirigir alcoolizado. Pare e descanse antes de pegar a estrada.

Faça do trânsito um lugar de mais respeito, segurança e gentileza. Faça sua parte!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *