Blog

Novembro Azul – Dá um toque neles: Homem também se cuida!

Novembro Azul – Dá um toque neles: Homem também se cuida!
Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/partnerbeneficios/www/wp-content/plugins/user-specific-content/User-Specific-Content.php on line 373

Novembro Azul – Dá um toque neles: Homem também se cuida!

Homens brasileiros vivem em média sete anos a menos que as mulheres e têm mais doenças do coração, câncer, diabetes e colesterol. (Fonte: IBGE, 2011)

Estudo realizado em 2015 pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) apontou que 51% dos homens nunca consultaram um urologista ou um cardiologista e 83% não conhecem os sintomas da andropausa.

Doença que assusta os homens, o câncer de próstata, tem estimativa de 69 mil novos casos ao ano, ou seja, 7,8 novos casos a cada hora.

É uma doença silenciosa e não apresenta sintomas na fase inicial. Se aparecer algum indício é semelhante ao do crescimento benigno da próstata, também chamado de HPB.

A detecção precoce pode aumentar em 90% as chances de cura. No entanto, 87% dos homens a rmam que o preconceito atrapalha na prevenção.

Novembro Azul

A campanha Novembro Azul tem como objetivo conscientizar aos homens que o diagnóstico precoce do câncer de próstata pode salvar vidas e alertar que a realização de exames preventivos periódicos é o melhor caminho para uma vida saudável.

Câncer de Próstata

A doença é o resultado de uma multiplicação desordenada das células locais. Quando há presença de câncer, a glândula endurece.

95% dos casos são diagnosticados em estágio avançado, por isso a importância dos exames preventivos frequentes.

Sinais de alerta

• Sensação de bexiga cheia e vontade de urinar com urgência.

• Ida ao banheiro várias vezes à noite para urinar.

• Dificuldade para iniciar e interromper o ato de urinar.

• Dificuldade em manter o jato de urina constante (urina em gotas ou jatos sucessivos).

• Dor na parte baixa das costas, na pélvis, nos testículos, ao urinar, ao ejacular, na lombar, na bacia e/ou nos joelhos (as dores podem ser isoladas ou aparecerem em mais de um lugar).

• Insuficiência renal.

• Problemas para conseguir ou manter a ereção.

• Sangramento apresentado na urina, no esperma (esses são casos muito raros) ou pela uretra.

Exames Preventivos: Para quem e a partir de quando?

Homens a partir dos 50 anos de idade ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família. Um desses exames é o toque retal.

O exame é rápido e indica se a próstata apresenta algum tipo de alteração. Caso a alteração seja detectada, o médico pode

solicitar outros exames para confirmar o diagnóstico, como o PSA (Antígeno Prostático Específico), o ultrassom transretal e a biópsia da glândula, que consiste na retirada de fragmentos da próstata para análise. Só então é feito o diagnóstico.

Fatores de risco

Hereditariedade

• Três ou mais parentes de primeiro grau são afetados.

• Dois parentes de primeiro grau forem diagnosticados antes dos 55 anos de idade.

• Quando acontecer em três gerações consecutivas (avô, pai e filho).

Diante destes fatores o risco de desenvolver a doença é de 50%.

Idade

Cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos.

Cor de pele

A doença é mais frequente em homens negros.

Hábitos de vida

Sobrepeso, obesidade, sedentarismo, crescimento análogo da insulina, uso abusivo de álcool e tabaco foram detectados como

risco de contrair a doença.

Alimentação inadequada

À base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos.

A consulta

• Mesmo que não sinta absolutamente nada e não faça parte do grupo de risco, você deve ir ao médico se estiver na faixa etária dos 50 anos. Ela é importante para realizar exames preventivos.

• Antes da consulta, escreva todos os sintomas que está sentindo, mesmo que não pareça estar associado à razão principal.

• Faça uma lista das medicações que você usa, incluindo vitaminas ou suplementos alimentares.

• Se tiver resultados de exames recentes, leve-os. Podem ser uma referência importante na hora do médico levantar o seu histórico.

Para saber mais sobre a campanha Novembro Azul, acesse este site.

Fontes: Portal da Urologia e Lado a Lado pela Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *