Blog

O que é preciso fazer para tornar-se um voluntário?

O que é preciso fazer para tornar-se um voluntário?
Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/partnerbeneficios/www/wp-content/plugins/user-specific-content/User-Specific-Content.php on line 373

O que é preciso para tornar-se um voluntário?

Muitos tem vontade de transformar o mundo num lugar melhor para se viver. Aí, por algum motivo, fica triste ao imaginar que é impossível. Trata-se apenas de um sonho, certo? Errado. Provavelmente, uma pessoa não conseguirá mudar o mundo todo, porém, um voluntário pode mudar o mundo de 1 pessoa de cada vez. Já pensou nisso?

Ser voluntário

Voluntário é àquele que sonha e acredita que as coisas podem melhorar. Mesmo se preocupando com o global, sabe que a ação solidária feita individualmente, faz parte de uma grande transformação social. Motivado por seus valores, o voluntário dedica seu tempo, trabalho, talento e energia para causas de interesse social e comunitário. Ele é um agente transformador e sabe que a atividade é uma via de mão dupla: não é só generosidade e doação, mas também abertura a novas experiências, oportunidades de aprendizado, prazer de ser útil e criação de novos vínculos. Todos os envolvidos ganham.

O que é prioridade?

A maior reunião de chefes de Estado e governos, que aconteceu na sede das Nações Unidas em 2000, resultou na aprovação da Declaração do Milênio, um documento que reúne as várias metas estabelecidas nas conferências mundiais que ocorreram ao longo da década de 90. Esta declaração deu origem aos 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Todos os países que participaram, inclusive o Brasil, se comprometeram em cumprir os objetivos.

Conheça os 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio:

1 – Acabar com a fome e com a miséria

2 – Educação básica e de qualidade para todos

3 – Igualdade entre sexos e valorização da mulher

4 – Reduzir a mortalidade infantil

5 – Melhorar a saúde das gestantes

6 – Combater a aids, a malária e outras doenças

7 – Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente

8 – Todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento

Os objetivos do milênio são grandiosos, mas tenha em mente que se cada um fizer um pouquinho é possível chegar lá. Uma única ação pode ter diversas consequências, um projeto de voluntariado pode contribuir ao mesmo tempo para o meio ambiente, a saúde e a educação, por exemplo.

Autoconhecimento

São muitas as possibilidades de ajudar. Por isso, questionar a si próprio como seria mais interessante atuar é um bom ponto de partida. Pergunte-se:

– O que eu gosto de fazer?

– O que estou disposto a aprender?

– Qual é a minha causa?

– Quais habilidades, qualidades e talentos eu posso oferecer?

– Qual é a minha disponibilidade de tempo?

– Com que público / área eu quero de trabalhar?

– Que atividade eu quero exercer?

Formatos

O voluntariado é muito abrangente, são diversos formatos de atuação.  Qual é o seu perfil?

Trabalho individual: profissionais liberais (médicos, advogados, psicólogos, fonoaudiólogos, etc.) ou qualquer pessoa que se engaje numa organização social, atenda a pessoas carentes ou outras iniciativas como estimular matrículas de crianças em escolas, alfabetizar adultos, doar sangue, dar aulas de artesanato, etc.

Campanhas: doação de sangue, coleta de livros, brinquedos, alimentos, roupas, reciclagem de lixo, trote cidadão, pela paz, pelo voto consciente, etc.

Grupos comunitários: apoiar a escola pública local, a associação de moradores ou atuar em alguma necessidade específica da comunidade como urbanização, saneamento, educação e saúde, etc.

Trabalhar em uma ONG: são diferentes causas e oferecem inúmeras oportunidades nas áreas de educação, saúde, assistência social, esporte, cultura, lazer, meio ambiente, cidadania, defesa de direitos e voluntariado; geração de emprego e renda e ainda com uma gama de público diversificada, como crianças, jovem, adulto, idoso, pessoa com deficiência, fauna e flora. As atividades podem acontecer presencialmente ou a distancia (internet, telefone).

Onde buscar oportunidades?

– O Centro de Voluntariado de São Paulo trabalha em parceria com diversas organizações e é possível escolher a área de atuação, o público de maior interesse e a atividade para exercer. Além disso oferece palestras gratuitas sobre voluntariado para quem ainda não sabe o que quer fazer, basta agendar pelo telefone 11 3264- 7171.

– O Atados atua em diversas cidades do país. Oferece uma plataforma de fácil utilização com detalhamento das vagas disponíveis no site. Possui duas opções: para quem quer se voluntariar e para quem necessita cadastrar uma ONG para voluntariado.

– O Programa Social Good Brasil conecta e apoia indivíduos e organizações a utilizarem o poder das tecnologias, novas mídias e o comportamento inovador para contribuir com a solução de problemas da sociedade.

– Quem já sabe o que quer fazer e em qual instituição atuar, pode entrar em contato diretamente com a ONG para saber o que é necessário para se tornar um voluntário, como Graac, Associação Viva e Deixe Viver, Teto, Pimp my Carroça, Entrega por SP, Padrinho Nota 10, Patas Therapeutas, Projeto Velho Amigo, Flor Gentil, Clube dos Vira-Latas, etc.

– Programas de doações e voluntariado virtual: Hospital das Clinicas, Médico sem Fronteiras, Greenpeace Brasil, CVV, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *