Novembro Azul - A campanha é todo ano. Os exames também.

Comunicação e Marketing

Voltar ao índice

Novembro Azul - A campanha é todo ano. Os exames também.

Novembro Azul tem como objetivo conscientizar os homens que o diagnóstico precoce do câncer de próstata pode salvar vidas e informar que exames periódicos e um estilo de vida equilibrado são fundamentais para a prevenção da doença.

Alguns números

O câncer de próstata é a segunda causa de mortes por câncer no Brasil, perdendo apenas para o de pulmão. Estima-se que 400 mil homens entre 45 e 75 anos possuem a doença e não sabem. O câncer de próstata é duas vezes mais frequente que o de mama. Um novo caso é registrado a cada três minutos e uma morte acontece a cada 24 minutos no Brasil. O câncer de próstata é o sexto tipo mais frequente no mundo, representando cerca de 10% do total de cânceres. Para este ano, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima o surgimento de cerca de 61 mil novos casos da doença.

Fatores de risco

Hereditariedade

Três ou mais parentes de primeiro grau são afetados. Dois parentes de primeiro grau forem diagnosticados antes dos 55 anos de idade. Quando acontecer em três gerações consecutivas (avô, pai e filho). Diante destes fatores o risco de desenvolver a doença é de 50%. Idade: cerca de 62% dos casos são de homens a partir dos 65 anos. Cor de pele: A doença é mais frequente em homens negros. Hábitos de vida: Sobrepeso, obesidade, sedentarismo, crescimento análogo da insulina, uso abusivo de álcool e tabaco foram detectados como risco de contrair a doença. Alimentação inadequada: À base de gordura animal e deficiente em frutas, verduras, legumes e grãos.

Check-up

O check-up pode ser solicitado ao médico em qualquer idade, porém, a partir dos 40 anos, essa procura deve ser obrigatória. Converse com seu médico e solicite seus exames: Exames de sangue: checagem de diabetes, colesterol, nutrientes diversos, ureia e creatinina, hepatite B e C, HIV, entre outros. Exame de urina: detecção de doenças renais e infecções urinárias. Exame de fezes: detecção de parasitas, ovos, larvas e protozoários. Raios X de tórax: verificação dos pulmões (principalmente fumantes). Teste ergométrico, ecocardiograma e eletrocardiograma: checagem do estado do coração. Após os 50 anos, ou 45, em caso de histórico familiar de câncer de próstata: PSA: marcador de doenças na próstata, para verificação do aumento da próstata e prevenção de câncer nessa região. Toque retal: o exame dura em média 7 segundos e é indolor. Com o toque e o PSA, há 80% de chance de diagnosticar o tumor de próstata na fase em que ele ainda pode ser curado.

Sinais de alerta

Sensação de bexiga cheia e vontade de urinar com urgência. Ida ao banheiro várias vezes à noite para urinar. Dificuldade para iniciar e interromper o ato de urinar. Dificuldade em manter o jato de urina constante (urina em gotas ou jatos sucessivos). Dor na parte baixa das costas, na pélvis, nos testículos, ao urinar, ao ejacular, na lombar, na bacia e/ou nos joelhos (as dores podem ser isoladas ou aparecerem em mais de um lugar). Insuficiência renal. Problemas para conseguir ou manter a ereção. Sangramento apresentado na urina, no esperma (esses são casos muito raros) ou pela uretra. Manter um estilo de vida equilibrado é o fator principal para evitar doenças. Algumas atitudes simples como praticar exercícios físicos com regularidade, manter uma alimentação balanceada, controlar o estresse, ter tempo para praticar hobbies e consumir bebidas alcoólicas com moderação fazem a diferença. Fontes: Inca, Portal da Urologia, Lado a Lado pela Vida.

Voltar ao índice