Dezembro Laranja – Proteja-se do câncer de pele

Dezembro Laranja é um movimento criado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia para conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de pele.

O que é câncer de pele?

É o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. A cada ano, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra cerca de 180 mil novos casos, representando 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil.


Quais são os principais tipos de câncer de pele?

– Não melanoma: representa a maioria dos casos de câncer de pele. Apresenta baixa mortalidade e grande chance de cura se tratado precocemente, mas pode causar mutilações expressivas se não tratado de forma adequada. Pode aparecer em todas as partes do corpo, mas é mais comum nas áreas expostas ao sol, como orelhas, rosto, couro cabeludo, pescoço etc.

– Melanoma: apesar de representar cerca de 3% do total de casos, é o tipo de câncer mais grave e com maior letalidade, pois apresenta grande chance de metástase (quando o câncer se espalha para outros órgãos). Pode aparecer em qualquer parte do corpo, na pele ou mucosas, na forma de manchas, pintas ou sinais. Na pele negra, ele é mais comum nas áreas claras, como palmas das mãos e plantas dos pés.


Quais são os fatores de risco?

– Exposição prolongada e repetida ao sol (raios ultravioletas – UV).

– Exposição a câmeras de bronzeamento artificial.

– Ter pele e olhos claros, com cabelos ruivos ou loiros.

– Ter história familiar ou pessoal de câncer de pele.

– Trabalhar sob exposição direta ao sol.


Como se prevenir? 

– Evite a exposição solar e permaneça na sombra entre 10 e 16 horas.

– Use chapéus, camisetas e óculos escuros.

– Use filtros solares diariamente, que protejam contra radiação UVA e UVB e fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. 

– Na praia ou piscina, use barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. 

– Observe regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas.

– Consulte um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo ou sempre que encontrar algo suspeito.